segunda-feira, 20 de junho de 2016

(Resenha) Eu estive aqui - Gayle Forman

Sinopse:Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... 

Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? 

A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. 

Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. 
Fonte Skoob

Resenha: Meg era a melhor amiga de Cody e de repente ela recebe um email de despedida e descobre que Meg se suicidou. No começo ela não acredita como pode a sua meĺhor amiga se suicidar de ela nem desconfiar que algo não estava bem? Quando os pais de Meg pedem que ela vá buscar as coisas dela em Tacoma para onde ela se mudou quando foi fazer a faculdade, ela começa a descobrir uma parte da vida da amiga que ela nem sonhava que existia. Então ela começa a tentar descobrir os motivos que ela teria para se suicidar... Na busca ela encontra os amigos de Meg e Ben, que teve um pequeno envolvimento com a amiga, e eles a ajudam e apoiam quando as coisas começam a complicar... Ben fica sempre ao seu lado e dá um apoio muito importante para que ela consiga seguir em frente.... Eles acabám descobrindo um sentimento que nenhum dos dois esperava encontrar.
O livro trata de assuntos polêmicos como suicídio, depressão,  os perigos que a Internet pode oferecer principalmente para pessoas que de algum modo encontra-se fragilizada de um modo que nos leva a refletir... A ver que muitas vezes alguém que está ao nosso lado está precisando de ajuda e a gente acaba não prestando a devida atenção.
A historia é muito bem contada, os personagens muito bem constituídos, a leitura é fluida e apesar do assunto não fica cansativa ou depressiva.
Recomendo como leitura e como um alerta.

Saiba mais sobre a autora AQUI.