quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Resenha: Extraordinário - R.J. Palacio


Hoje a resenha é do Raoni Pimentel nosso colaborador.
Resenha:
Um livro para rever seus próprios conceitos
Diariamente nos deparamos com situações um tanto quanto inusitadas, inesperadas, surpresas ou até mesmo acabamos por conhecer pessoas diferentes, especiais, que carregam consigo uma filosofia de vida diferente, e cada uma delas possui uma história de superação pessoal, mas acreditem, nenhuma delas será tão especial quanto “Extraordinário”.
A dificuldade na tentativa de socialização às vezes é maior para algumas pessoas, enquanto outras possuem maior facilidade em se adaptar e “fazer amigos”. Ok! A vida é um processo de aprendizado constante, e todos os dias estamos expostos à possibilidades – sejam elas boas ou ruins – e assim, somos apresentados à este personagem doce, gentil e carismático chamado August – ou como prefiro carinhosamente chama-lo: Auggie. Auggie não começou sua vida com facilidade. Nasceu sendo portador de uma doença um tanto quanto rara e peculiar que lhe resultou em uma degeneração facial, o tornando impossibilitado de ter um “rosto perfeito”, de certa forma.
Após ter passado por várias cirurgias onde médicos tentaram ajustar suas funções auditivas e melhorar o quanto fosse possível sua aparência, Auggie teve o início de sua vida escolar em casa, onde suas primeiras aulas eram ministradas por sua mãe, que o afastou ao máximo do mundo lá fora pelo tempo que pôde, onde pessoas constantemente se assustavam com sua aparência e debochavam de suas características físicas. A partir daqui inicia-se a história de “Extraordinário”, o primeiro livro lançado pela autora R. J. Palacio, trazido ao Brasil pela editora Intrínseca recentemente. Neste livro o leitor é convidado a conhecer o mundo de Auggie e seu primeiro ano em uma escola “de verdade”, acompanhando seus dias ao lado de seus novos amigos especiais e suas primeiras experiências de vida.
Dividido em oito partes, cada uma dessas narram um personagem diferente por vez, onde o leitor acompanha seus momentos especiais vividos ao lado de Auggie.

Recheado de discussões emocionantes e profundas, este livro tem o objetivo de mostrar porque não devemos julgar um livro pela capa e um menino pelo seu rosto. Contando ainda com várias referências sobre a cultura pop atual, a história é narrada de uma forma carinhosa onde acompanhamos a evolução de todos os personagens, ao mesmo tempo em que percebemos como cada um deles busca se superar individualmente, contrariando seus preconceitos e revendo seus conceitos e julgamentos. Jack, Summer, Via, Miranda e até mesmo Justin acrescentam à esta obra uma qualidade admirável na capacidade da autora em criar um ambiente cativante e ao mesmo tempo realista, abordando temas comumente presente na vida de crianças na escola. Se você ainda não sabe o que ler em seguida, fica aqui uma grande dica. Leitura apropriada pra rever conceitos pessoais sobre o que torna uma pessoa “extraordinária” de verdade.


Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade.. até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular em Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apenas da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

R.J.Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e , sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.

Para espalhar a mensagem de Extraordinário, Palacio iniciou uma campanha antibullying, da qual milhares de crianças já participaram.

“Uma história rara, com o poder de abrir nossos olhos – e o coração – para que é ser diferente por algo que está além do seu controle, enquanto tudo o que você quer é ser mais um na multidão”Publishers Weekly