quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Resenha: O Perfume, história de um assassino - Patrick Suskind

Sinopse: França, século XVIII. O recém-nascido Jean-Baptiste Grenouille é abandonado pela mãe junto a restos de peixes em um mercado parisiense. Rejeitado também pela natureza, que lhe negou o direito de exalar o cheiro característico dos seres humanos, pelas amas-de-leite e por instituições religiosas, o menino Grenouille cresce sobrevivendo ao repúdio, a acidentes e doenças. Ainda jovem descobre ser dotado de imensa sensibilidade olfativa e parte em busca da essência perfeita, do perfume que lhe falta para seduzir e dominar qualquer pessoa. Nessa busca obsessiva, ele usurpa a essência dos corpos de suas vítimas.

"... as pessoas podiam fechar os olhos diante da grandeza, do assustador, da beleza, e podiam tapar os ouvidos diante da melodia ou de palavras sedutoras. Mas não podiam escapar ao aroma. Pois o aroma é um irmão da respiração. Com esta, ele penetra nas pessoas, elas não podem escapar-lhe caso queiram viver. E bem para dentro delas é que vai o aroma, diretamente para o coração, distinguindo lá categoricamente entre atração e menosprezo, nojo e prazer, amor e ódio. Quem dominasse os odores dominaria o coração das pessoas." (Patrick Süskind)

Resenha: Grenouille nasceu no lixo, e passou a infância sendo rejeitado por todos que de algum modo ficaram responsáveis por ele, mas ele sobreviveu... Possuindo duas características peculiares, ele era inodoro o que causava repulsa aos outros e possuía uma incrível capacidade olfativa onde conhecia as pessoas e lugares por seus respectivos cheiros. Em sua mente doentia ele tem a idéia que se ele conseguir produzir um aroma perfeito ele seria aceito e amado, então ele parte em busca desse perfume. Encontra emprego em uma loja de perfumes e aprende diversas técnicas de extração de perfumes. Ele se encanta com o cheiro de garotas virgens e para conseguir a essência deste cheiro passa a matar garotas para tentar conseguir colocar esse perfume em um frasco. Ao ler esse livro você embarca em uma viagem sensorial, cheguei a ficar meio enjoada em algumas passagens de tão verossímil e a descrição dos aromas. Grenouille se torna um assassino e como ele não teve nenhuma convivência afetiva em sua vida, ele é quase um animal, ele não sente remorso algum em matar e acha que isso seja válido em sua busca por amor e aceitação. Esse livro me marcou muito, já li ele a mais de 20 anos, mas ele ainda está bem claro em minha mente. Além da narrativa do autor ser excelente, a estória de uma criança que cresceu e sobreviveu sozinha no mundo, sem amor, sem aceitação se tornou essa pessoa, sem escrúpulos, é muito tocante e fora que ele tinha um talento excepcional, um gênio totalmente desperdiçado, por falta de orientação.