segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Resenha: Fassade - K. S. Broetto




Resenha:
Gente eu amei demais essa história, mas sofri um bloqueio para escrever a resenha, arranquei várias folhas do meu caderninho de resenhas e não conseguia colocar no papel tudo que esse livro representou para mim, então resolvi começar falando de mim, falando de uma coisa que me encanta desde sempre, coloquei a banda Lacrimosa para tocar, sim a mesma que inspirou a Karol quando escrevia o livro, para entrar no clima e aqui vai...
Eu sempre tive um verdadeiro fascínio pelas histórias com piratas, é isso, mesmo piratas, mas Gilvana eles não são bandidos? Pois é né, vai entender a pessoa...Desde Simbad, o marujo, da Disney ao Piratas do Caribe, desde Jake e os Piratas da Terra do Nunca ao terrível Capitão Gancho e seu fiel Smith (que eu amo)...Então quando eu li esse livro me senti em meu habitat natural...Então vamos a história...

Tudo começa em Portsmouth com Johan tendo acabado de completar sua missão, pensando que teria uma tempo para ir até seu apartamento em Londres, mas jundo com o pagamento recebeu uma mensagem para que vá urgente para Brighton pois terá outra missão a cumprir em três dias. 
Johan descobre que o único jeito de chegar lá é embarcar no navio do Capitão Siegfried, o Pitata (aqui eu me apaixonei definitivamente pelo livro), pois partiria na manhã seguinte para Brighton, então vai atrás dele para conseguir embarcar no navio.


"– Meu barco já está cheio, e se quiser mesmo ir terá de matar um de nós – completou, com um sorriso desdenhoso, divertindo-se com a ideia de ver uma criança como aquela arriscar-se a enfrentá-lo. Johan deu um passo para trás, criando uma distância segura o suficiente para reagir caso fosse necessário, olhou para Siegfried e percebeu uma pistola trabalhada e uma rapieira com punho de arame, ambas presas em bainhas nos cintos grossos e pesados.
– Que assim seja. Em que lugar e com quem? – perguntou demonstrando frieza. – Ou será você meu oponente? – disse, olhando para o capitão com indiferença.

O Pirata riu enquanto tirava o chapéu, revelando toda sua cabeleira ondulada loira. – Essa ideia me diverte... Realmente... Seria interessante... "

Siegfried "era famoso em seu meio por feitos improváveis e por sua coragem inabalável, aceitava trabalhos impossíveis e sempre em busca de desafios, muitos achavam que ele era destemido, mas a maioria achava que ele era suicida"...
E Johan era...Bem aí se você quiserem saber saber, vão ter que ler...

Fassade quer dizer quer dizer Fachada em alemão, o que foi uma escolha certíssima da Karol, pois neste livro nem tudo é o que parece ser, todos se escondem por trás de uma fachada.

"Para o jovem, no entanto, era fácil reconhecê-los em sua real natureza, uma vez que havia estudado o suficiente sobre esses seres, assim, enquanto as pessoas viam alguém com deformidades ao lado de uma jovem de beleza etérea, ele via um casal formado por um anão e uma fada. Nunca vira uma sereia, mas, em suas leituras, descobrira que encontrá-las poderia significar apenas uma coisa após o deslumbramento por sua beleza e voz encantadora: a morte"

Uma história povoada de seres místicos na Era Vitoriana, com uma escritora para lá de talentosa não poderia dar em outra coisa a não ser esse livro maravilhoso, aqui encontramos  conspirações, lutas narradas com extrema competência que não era difícil imaginar os personagens executando todos os golpes, bailes 
à fantasia (outra coisa que me conquistou que eu adoro clique no link da era Vitoriana e veja mais), romance, corações partidos que tem a chance de recomeçar mas quando encontram o amor, alguém que poderá sempre estar lá para eles, não conseguem reconhecer, estão tão quebrados que não acreditam que possa ser verdade.

..."no entanto a vida lhe ensinara que as palavras eram apenas doces mentiras que existiam para prender e lhe rasgar o coração"...

Sobre os personagens secundários eu gostei muito do Allen o imediato do navio, o mais próximo de um parente que Siegfried tem, ele  fica todo tempo implicando com o pirata o que dá um toque de humor ao livro, espero que no próximo livro a gente saiba quais os segredos que ele esconde... Mas todos são muito bem construídos e quando termina o livro você fica querendo mais dos personagens.


A ambientação, cenários cenas tudo descrito de um modo que você entra no clima do livro muito fácil, você fecha os olhos e consegue imaginar tudo perfeitamente.






O Livro por dentro é um carinho só, o que faz a leitura ser super prazerosa,










O pacotinho que você recebe o livro é perfeito, o livro vem embrulhado em plástico bolha e chega em perfeito estado e ainda vem mascadores e postais, tudo muito lindo...





Enfim esse livro me conquistou detalhe por detalhe, desde ao carinho que a autora trata os leitores, a agilidade na hora da compra do livro, o pacote delicado, o livro físico e principalmente a historia, cheia de suspenses e mistérios, romance e aventuras e tudo mais que se precisa para se fazer um bom livro.


Inspirações

Uma das grandes inspirações para Fassade foi o RPG (Role-Playing Game), uma vez que os personagens principais desta história nasceram em uma aventura de Castelo Falkenstein (lançado no Brasil em 1998 pela Devir Livraria), ambientada em uma Era Vitoriana vaporpunk. Mas, a maior inspiração para Fassade nasceu no álbum, de mesmo título, da banda alemã Lacrimosa. Suas músicas deram o tom necessário para a criação de cada novo capítulo.




Sinopse
Em um mundo de aparências, entre mentiras veladas e segredos obscuros, descubra na Inglaterra, da Era Vitoriana, um mundo oculto que poucos conhecem.
Johan Wells é um mercenário misterioso. Siegfried, o Pirata, um aventureiro destemido. Um encontro inesperado unirá os dois em uma jornada de perigo, coincidências e revelações. Em meio a assassinatos, duelos e um baile à fantasia, eles irão se ver enredados às suas escolhas e sentimentos.
Que segredos existem neste baú chamado Fassade?
Você embarcaria nesta viagem rumo ao desconhecido?


Gostou? Leia o primeiro capítulo aqui


Não se esqueça de clicar nos links para saber mais sobre a história...