Resenha:Perdidos de Amor - Janice Diniz


Esse livro para inicio de conversa é de conteúdo adulto, ele é hot, bem hot, mas também é sobre abuso, traição, chegar ao fundo do poço e dar a volta por cima, renascer. É sobre reaprender a ser mulher, se sentir desejada. Muitas vezes achamos e com certeza tem muitas vítimas que também acham que abuso é só quando tem algum tipo de violência, mas impedir que a mulher vida sua vida, tenha seus amigos, realize seus sonhos, tenha uma profissão e muitos outros casos também é abuso, a mulher assim como todo ser humano é livre para escolher o que fazer de sua vida, ninguém pode ditar isso, nem os pais, nem o marido, apenas ela mesmo. E esse livro nos mostra Giovana, que por amor aceitou viver nessa situação, se anulou, não vendo que na verdade, nunca poderia ser feliz pela metade.

Giovana era uma garota quando casou com Miguel, tinha 18 anos, então ela deixou de viver sua vida para viver a vida dele, deixou a cidade que morava, deixou a família, deixou a família para ir morar em  uma fazenda, onde passaram a sonhar com um futuro, ela sonhou....Fazer a fazenda produzir e crescer, mas 20 anos depois esse momento não chegou. E de repente ela se vê sozinha, pois após uma das inúmeras viagens a trabalho de Miguel, um acidente o tirou de sua vida. Ela fica totalmente sem chão, com inúmeras dívidas, uma fazenda falida e sem seu amor, seu companheiro.

Então aparece em sua porta seu vizinho, que por muito tempo tentou comprar a fazenda e Miguel nunca quis vender.

"— Vim oferecer uma alternativa à sua situação.— repetiu.
— Comprando as terras onde enterrei o meu marido?— indagou com amargor.— 
Não.— disse ele, fitando- a sério.— Comprando as terras onde o seu marido a enterrou."*

Mas os segredos que Miguel sempre escondeu, começam a vir a tona...

Giovana decide ir em frente, apagar ou substituir a imagem de seu marido, criar novas lembranças, embarcar em novas experiencias.

"— Certo, entendi a mensagem, você me usou. — riu-se. 
— Ainda existe isso, essa alegação de um usar o outro quando ambos gozam? — voltou-se para ele, endereçando um sorriso sarcástico.
(...)
— Xeque-mate. Você é das minhas." *


Decidiu recomeçar sua vida, mas primeiro tinha umas contas a ajustar com Miguel...

"Nada como se vingar de um canalha nos braços de outro." *

Esteban era o oposto de Miguel, era um "bon vivant" que tinha um único objetivo na vida, se vingar dos fazendeiros abastados que acabavam com a vida dos simples trabalhadores, assim como aconteceu com seu pai que trabalhou até a exaustão e morreu de um ataque cardíaco em uma lavoura. Ele atingia seus alvos usando as esposas deles, se tornava amante delas, e mesmo elas sabendo que ele só queria sexo, aceitavam ficar com ele traindo seus maridos.

"Ela se voltou e viu-o sorrindo. Podre de rico e simples, e era esse o charme dos caubóis daquela região. Por mais que tivessem se tornado fazendeiros abastados mantinham a simplicidade dos homens da terra. Ao contrário dos forasteiros, como Miguel, que comiam merda e arrotavam caviar." *

Depois de tentar comprar as terras ao lado da sua, que tinha a posse de um rio que era muito cobiçado por ele, e a viúva ignorar sua proposta, pois para ela aquele era um solo sagrado, pois era onde estava enterrado seu amado esposo. Ele decide mudar de tática e conquistar a viúva para conseguir comprar suas terras...

...Mas ele não estava preparado para a reação de Giovana.
 
"— Me poupa do seu charme, jacu, sei quem você é. 
— Mas posso mudar. — sussurrou, (...) a mulher era fogo puro. 
— Esteban? — Sim, minha garota linda. — Você não é pago para falar." *

Eita!!!! Será que Estaban está preparado para ser o que as esposas de seus inimigos eram para ele?

"Então ela sorriu, e ele entendeu qual era o seu lugar na vida dela. A vizinha não era uma mulher tão complicada assim como ele supunha. Talvez, para a sua sorte, fosse até parecida com ele." *

Acompanhar o desenrolar dessa trama foi maravilhoso, é o primeiro livro que eu leio da Janice Diniz, mas já me encantei pela sua escrita, com seus diálogos dinâmicos e bem humorados dão um charme todo especial a história.

Em breve ela estará lançando um livro pela Harlequin se chama "Bruto e Apaixonado", da trilogia Irmãos Lancaster.É sobre três irmãos peões de rodeio.

P.S.¹ Esteban vive em sua fazenda com as trigêmeas, que cuidam dele e da casa, agora vejam as descrições dessa fadas, ops, mulheres. Não te lembram umas fadinhas que viviam na floresta cuidando de uma certa Aurora? Elas são uns amores. E a interação do Esteban com elas me fez apaixonar ainda mais por esse homem rude mas com um coração de ouro.

"Ele entrou e foi seguido pelas três. Eram mulheres na faixa dos sessenta e poucos, gordinhas e quase anãs, louras do tipo que usavam o cabelo encaracolado até os ombros, tinham olhos azuis e bochechas rosadas, o rosto sem maquiagem e as sobrancelhas grossas. Arrastavam os chinelos debaixo dos vestidos até os joelhos e usavam enormes chapéus de palha quando zanzavam pela fazenda ou decidiam passear e fazer compras na cidade." *

P.S.² Como não se apaixonar por esse Bruto fofo?

"— Até parece que um dia amou. — riu-se, a gerente da sua fazenda.
— É verdade, nem sei o que estou falando, para ver o nível de leseira que está a minha cabeça. — admitiu, oferecendo um sorriso triste. — É que ela é durona, cheia de si, toda machucada e ainda inteira, se impondo a mim, ditando regras e... cacete, aquele cabelo lindo, os olhos lindos, a boca linda, o corpo lindo... e a voz... o que dizer da voz? Tão suave e firme, meio rouca, sabe? Posso ficar ouvindo o dia inteiro a Giovana falar que não me cansaria. Talvez eu peça para ela me mandar um áudio de cinco horas". *

P.S.³ Por falar em Bruto, eu sou do nordeste brasileiro, e não estou acostumada a esse jeito cowboy de ser e estranhei um pouco o emprego da palavra bruto em livros com cowboys, pois para mim Bruto = Violento, mas aqui o significado é diferente Bruto = Rústico:

"Bruto de bom coração
Eles parecem brutos em um primeiro momento, mas no fundo têm um coração mole. São muito apaixonados e se entregam à sofrência de um amor. A família e os amigos também têm um significado especial para os cowboys. Geralmente os pais carregam valores que são transmitidos de geração em geração. Você vai se surpreender com o caráter desses brutões!" Encontrei esse texto em um site que fala sobre o jeito Cowboy de ser se quiser saber mais clique AQUI.

* Textos em negrito e itálico são trechos do livro.


Perdidos de Amor

Sinopse:
Esteban Alonzo prefere mato à praia, campo à cidade, cavalo a automóvel, mulher casada à solteira. Não precisamente nessa ordem, uma vez que prefere também uma vingança divertida e prazerosa a grandes atos de violência. Por isso brinca com a mulher dos outros... Não qualquer uma, afinal, ele não é qualquer um. Como fazendeiro cheio da nota, criador de cavalos de corrida, não se nivela por baixo, sabe muito bem o seu valor. É um dos solteiros mais desejados e odiados da região. E se gaba disso.

Giovana Otero vive para a fazenda e o marido, com quem é casada há 20 anos. Vizinha do Haras Imperador Alonzo, ela divide o seu tempo entre a horta orgânica e os doces caseiros enquanto o marido viaja pela região a trabalho. Porém, um dia ele não volta. E ela percebe que o seu mundo perfeito de dedicação e cumplicidade está prestes a ruir. O marido deixa para trás um rastro de segredos. A sua propriedade corre o risco de ser tomada pelo banco. O vizinho fazendeiro volta a pressioná-la para comprar as suas terras.
Agora é a chance de Esteban expandir o seu domínio se conquistar as terras dos Otero. Porém, Giovana lhe diz que jamais sairá do lugar que considera como o seu “solo sagrado”. Após tantas tentativas de negociação malsucedidas, ele põe em prática um audacioso plano de sedução para conquistá-la e depois lhe tomar tudo.

Uma mulher ferida na mira de um imperador de terras...
Um imperador do sexo que mexerá com todos os seus sentidos.

*Livro Único*
*Conteúdo Adulto*

Onde comprar:  Amazon

Em breve com certeza teremos mais da autora por aqui. Espero que tenham gostado...Beijinhos...