Chiara Ciodarot - Autora


Olá, hoje vou falar sobre a autora Chiara Ciodarot, conheci o trabalho dela através da Nahra Mestre que me indicou, logo iniciei a leitura do seu livro A Baronesa Descalça e já me apaixonei pela história, ela se passa no Brasil do Segundo Império e vemos a nossa história entrelaçada na história dos personagens, algo que o torna mais rico e interessante. 

Pedi para autora contar para a gente um pouquinho de sua história, então vamos conhecê-la?

"Não sei precisar quando a Literatura entrou na minha vida, apenas que eu entrei para a Literatura quando, ainda sem saber ler e escrever, rabiscava os livros de minha mãe e dizia que eu os havia escrito. Lembro-me também de quando comecei a ler e escrever e participava de campeonatos de escrita de frases e redações escolares. Desde cedo a Literatura estava incutida da minha vida, fosse através da minha família de leitores, fosse da minha biblioteca infantil herdada de meus primos mais velhos – sim, naquela época, herdavam-se livros! –, fosse da minha escola que incentivava a escrita criativa dos seus alunos. 

Talvez tenha sido a escola quem melhor permeou a minha vida de escritora. Era daquelas alunas que anotava, nos cantos dos cadernos, ideias de personagens e histórias que eu tinha durante as aulas, que conversava com os professores de Português sobre a linguagem, a escrita e a literatura. Aos 12 anos, no entanto, foi quando comecei, de fato. Escrevi a minha primeira peça de teatro, que seria representada pelo grupo de atores mirins da minha escola – isso era meados dos anos 90, quando a Internet era discada e contabilizada no pulso do telefone, ou seja, o contato com novas histórias e narrativas era limitado a uma biblioteca escolar também limitada. Dali surgiu o gosto por criar personagens, narrativas, desenvolver tramas. Ao longo dos anos escolares, com a ajuda de meus professores de Português, fui me desenvolvendo mais ainda, conhecendo os tipos, os gêneros, até me encontrar na prosa longa, ou seja, no romance. Eu tinha 15 anos quando escrevi o meu primeiro livro.

 Aos 17 anos comecei a publicar contos e poesias e, aos 27 anos, fui finalista do Prêmio SESC de Literatura com o meu drama psicológico, Noites Pretas e Brancas (Ed.Chiado, 2017). Aos 34 anos, fui na minha primeira Bienal como escritora, com direito ao lançamento do meu primeiro romance sobrenatural para jovens adultos, Teatro de Vampiro (Ed.Aldeia dos Livros, 2017), uma paródia de Crepúsculo. Mas, somente este ano, foi que me descobri num novo campo, o romance de época como autora independente. Daí surgiu a Coleção O Clube dos Devassos e, com ela, A Baronesa Descalça e As Inconveniências de um Casamento. Como nada na minha vida deve ser “comum”, busquei como pano de fundo o Brasil do Segundo Império e tentar mostrar, para o leitor, com base numa consistente pesquisa histórica, que nossa História é muito interessante e não deve ser esquecida. E aguardem novidades no Clube dos Devassos ainda este ano! 

Hoje, 19 anos depois, continuo escrevendo romances, me aperfeiçoando a cada linha escrita, a cada história contada e a cada personagem criado. A escrita literária não é por ideias no papel, é como você coloca essas ideias no papel. Para descobrir isso, eu passei por uma faculdade de Jornalismo, uma de Letras, um Mestrado em Literatura Brasileira e um Doutorado em Literatura, Cultura e Contemporaneidade. Você pode estar se perguntado se isso ajudou? Acredito que meus leitores poderão falar por mim. São eles que fazem com que as histórias que escrevo saiam do papel e tornem-se “real” – ainda que somente em suas mentes e corações. E é aos meus leitores a quem devo tudo. Sem eles, eu não existiria, nem os meus personagens."

Livros Publicados

NOITES PRETAS E BRANCAS
Ed.Chiado, 2017

Sinopse
O que você faria se recebesse um caderno repleto de inscrições dentre as quais a que você havia se suicidado? É assim que se inicia o mistério que envolverá Alejandro Peñales, um
consagrado romancista durante uma forte crise literária. Obcecado por enigmas, o autor descobre que a correspondência havia sido enviada por um antigo colega de faculdade, um
poeta de menor expressão, Paulo Toledo. Apesar de um problema de plágio entre os dois, que no passado afastara-os, Alejandro vai atrás do remetente e descobre que Paulo se suicidou uma semana após o envio do caderno. Impressionado com a notícia, cai num enigma: serão aquelas palavras metáfora ou profecia? Envolvido pela “escrita da morte”, Alejandro sai em busca do que motivou o poeta a escrever aquilo, reencontrando amigos em comum e memórias. Por fim, depara-se com uma série de livros escritos por Paulo Toledo em que ele é o personagem principal. Sem saber, entra num jogo de esconde-esconde com um passado repleto de lembranças, esquecimentos, constrangimentos e um amor não correspondido. Entre recordações, delírios, ficção e realidade, Alejandro Peñales vai se fazendo e desfazendo personagem da sua própria história, transformando ficção em realidade – ou seria realidade em ficção?
“Não tire conclusões. Este livro não é território para a mínima certeza.”, Paulo Betancur.


TEATRO DE VAMPIRO 
Ed.Aldeia dos Livros, 2017

Sinopse:
O que você faria se a sua melhor amiga lhe dissesse que está namorando um vampiro? Iria questionar a sua sanidade mental? Iria aceitar (afinal, vampiros existem!)? Ou iria provar que ela está sendo enganada por algum espertinho?
Thaís é uma estudante de Jornalismo que não deixa barato quando alguém tenta usar a sua melhor amiga, Marieanne, uma it girl fã de Crepúsculo que está em busca do homem, ou melhor, do vampiro-da-sua-vida. Ao saber, pela própria amiga, que está saindo um "vampiro" chamado Gustavo, Thaís resolve bolar um plano para desmascarar o "pseudo-vampiro" e provar, finalmente, que vampiros não existem! Porém, aos poucos, Thaís vai sendo enredada pelo "pseudo-vampiro" e tragada para um mundo peculiar e atirada nos braços de um tal Günter, um belo e misterioso homem que divide um segredo tenebroso com Gustavo.
Fazendo referências a filmes e séries de vampiro, Teatro de Vampiro é uma comédia young-adult, a prova que depois da primeira mordida, não há como não querer mais...

Onde Comprar: Amazon


A BARONESA DESCALÇA
Amazon e Ed.Portal

Sinopse:
Vale do Paraíba, 1872. Saraus, bailes, rapazes, cavalgar e defender a abolição da escravatura, são estes os gostos da bela Amaia. Mas tudo parece perder sentido quando seus pais morrem e deixam nas suas mãos uma fazenda de café e um testamento que a impede de alforriar os escravos. Sem saber como administrar uma fazenda e se afundando em dívidas, ela encontra apenas uma solução: se casar. Todo e qualquer solteiro ou viúvo se torna um pretendente em potencial. Ou quase todo. Eduardo Montenegro não é pretendente para moça de família. Fundador do Clube dos Devassos, o misterioso Montenegro não pretende se casar, mas isso não o impede tentar levar Amaia para cama. Enquanto tenta manter a sua integridade física e emocional, Amaia arruma um pretendente inesperado. Será que ela vai conseguir levar adiante o seu plano de salvar a fazenda e os escravos, ou será que a sua atração por Montenegro será maior? O famoso devasso acabará seduzido pelos encantos da charmosa abolicionista e a pedirá em casamento antes que ela se case com outro?

A Baronesa Descalça é o primeiro livro da Coleção O Clube dos Devassos.

Onde Comprar: Amazon (Ebook) │Editora Portal (Físico)
 

AS INCONVENIÊNCIAS DE UM CASAMENTO
Amazon e Ed. Portal

Sinopse:
Rio de Janeiro, 1874

Bailes, saraus, passeios pela Ouvidor, visitas à modista ou comer docinhos na Carceller, nada disso parece entreter Caetana Feitosa de Vasconcelos. Tudo perdeu o encanto e o brilho quando ela descobriu, no dia do seu casamento, que o seu marido havia omitido detalhes importantes sobre a sua vida e que envolvem o pai da noiva. Agora, magoada e incapaz de aceitar a falta de confiança, Caetana dá um ultimato: seu marido terá que contar toda a verdade, senão, não consumarão o casamento e será anulado. 

Não poderia haver maior temor para Roberto Canto e Melo do que perder a mulher que ama. Apaixonado pela esposa, desde o primeiro momento em que a viu, ele se sente num duelo de forças, tanto interno quanto externo. Precisa proteger um segredo que não é seu e que, se descoberto, poderá prejudicar vários escravizados traficados ilegalmente e destruir o Clube dos Devassos. 

Será o Amor capaz de perdoar, ou os dois terão que conviver com aquele casamento inconveniente? 

Venha se apaixonar com Caetana e Canto e Melo, no segundo volume da Coleção O Clube dos Devassos. 

Onde Comprar: Amazon (Ebook) │Editora Portal (Físico em breve)