Resenha: Freud me Ajude! - Sinéia Rangel


Primeira leitura do ano finalizada!

Pra variar como sempre acontece nos livros da autora, terminei apaixonada por esses personagens que me acompanharam os últimos dias do ano e que me despedi hoje.

Muito mais que uma história de amor, uma história para levar para vida, um aprendizado.
— Você só consegue não ser rude comigo quando estamos sozinhos.
— Não é isso — negou, virando-se para mim. — Você é linda como uma noite estrelada, quente como o sol e faceira como a lua. Olho pra você e quero te tomar nos meus braços. Sou grosso "pru mode quê" é o único jeito de não deixar ninguém ver que o peão caiu no laço.
Vitor era um peão mas com o coração de príncipe, e a cada dia Cath via que aquele era um caminho sem volta, tudo que ela sempre lutou para que não acontecesse estava acontecendo, e ela não tinha como fugir...Ou tinha?
Ele lia os meus pensamentos e saciava os meus desejos. Era alguém com quem podia conversar por horas e que me desvendava em silêncio.
Muitas vezes pensamos em fazer o que é melhor para os outros. No nosso egoísmo acabamos seguindo um caminho que resulta em corações partidos. Cath fez a sua escolha querendo poupar os que amava se isolou de todos pra que não sofressem com aquela dor que era só sua, não uma mas duas vezes... A diferença é que da primeira ela apenas sobreviveu e na outra renasceu. Essa segunda escolha deu oportunidade a Vitor de se encontrar e ser a pessoa que ele sempre quis ser e que ela precisava.

É sobre acontecer na hora certa...
— Acho que vocês duas precisam acordar pra vida ao invés de esperar que ela acabe.
Uma história com muitas histórias... Histórias de amores... Amores de várias formas que sempre estão presentes nos livros da Sinéia. FAMÍLIA. O amor que está presente nas relações familiares dos personagens brota a cada página e transborda atingindo em cheio o nosso coração.
— Preciso escrever um livro para que as pessoas entendam que não interessa se você vai ou fica, os sentimentos não juntam os panos de bunda, fazem as trouxas, jogam no ombro e caem fora. Eles permanecem. Amar não é sobre encontrar-se, é sobre perder-se no outro. E quando nos perdemos é difícil achar o caminho de volta.
É sobre amar, superar e se reinventar...

Em Contando Estrelas temos a Maternidade e aqui a Paternidade representada pelo pai da Cath e pelo Vitor. Ambos vão a extremos por suas filhas, sempre fazendo tudo para que sejam felizes.

E por falar em Vitor... Ele é um espetáculo 😍 Que homão da p**** 🤠

Um livro para ser lido e guardado no coração. Com tantas mensagens e ensinamentos que fica impossível se ler e permanecer do mesmo modo que se iniciou. Ele vai deixar a sua marquinha.

É sobre a vida....


Freud me Ajude!

Aos olhos dos outros, Catarina Albuquerque é uma mulher superficial e egoísta. À primeira vista, ninguém saberia a profundidade das suas angústias.
Intimada por seu pai para voltar ao Brasil, ela não sabia o que a esperava quando chegou ao haras, no interior da Bahia. Percebeu que a sua estadia seria tão complicada quanto emocionante ao conhecer Vítor Lobato. Um peão chucro, rude e com quem teria que aprender a conviver.
Ela tem um ano. Exatos 365 dias para provar que pode enfrentar os seus fantasmas e assumir as rédeas da sua vida. Então poderá decidir-se entre ir embora ou ficar.
Que Freud a ajude!

Onde Comprar: Amazon

Nenhum comentário