Resenha: Caleidoscópio - Sue Hecker


"— Admita, pequena, só estava faltando uma coisa na sua vida para ela ser mais emocionante: eu ao seu lado.
— Misericórdia! Que ego inflado!
— Não é problema de ego. Pura verdade! Só vim para essa vida porque tinha certeza de que ia te encontrar. — Emendo a cantada com uma piscada.
— Ainda descobrirei qual é o site em que passa horas lendo essas frases prontas.
— Se fosse o caso, o que não é, seria muito estraga-prazeres ao fazer isso. Imagina que sem graça ter de ler essas palavras em vez de me ouvir sussurrá-las." 
E com esse trecho começo minha resenha... Gosta de rir????? Esse livro é um prato cheio de gostosas gargalhadas, tudo por conta de uma aposta: Encontrar a cantada ideal para conquistar a Paula. Vocês não tem noção da quantidade de cantadas engraçadas que o Mal encontra para tentar conquistar a Paula... Kkkkkkk...

Mas agora falando sério... Caio, Rafaela e Paula. O que eles tem em comum? São todos "vilões", eles em algum momento de suas vidas foram do lado do mal, fizeram parte da vida dos "mocinhos" das histórias e trouxeram sofrimentos para estes.

O que eu acho fantástico nessa Série Mosaico é que a Sue dá voz aos "vilões" mostrando o seu lado da história, e neste lado vemos que na verdade eles não são tão maus assim e que mesmo tendo errado em algum momento, se arrependem, e tentam ser uma pessoa melhor e merecem mais uma chance.

No lado da história da Paula temos assuntos que dividem opiniões: Direito da mulher ao seu corpo, Maternidade, aborto e depressão mostrados com muita sensibilidade.

Ela era uma "patricinha riquinha" que cara já ficamos com um pé atrás com ela, e depois do que ela fez, já foi para o lugar de vilã da história. Mas quando vivenciamos tudo que ela passou, tudo que sofreu, sua garra em se levantar e sair do fundo do poço em que se encontra, depois que seus pais morreram, ela perde sua parte da herança para um Dom Juan golpista e fica na miséria. Seu bom humor nos momentos mais tensos. E o mais importante, seu lado humano aflorando e mostrando um lado da Paula que ainda não conhecíamos, vai conquistando o leitor e fazendo que um vínculo seja criado.
"Ouvi-lo retratar como se sentiu quando eu o empurrei na piscina e o quanto isso foi humilhante me dá ânsia. Como eu era inconsequente! Isto para não dizer desprezível. Coitado... Relembrar minha atitude mesquinha e doentia jamais seria tão dolorido quanto a ouvir de quem foi atingido."
O Malaquias, vulgo Mal, é um homem doce e muito família, que mesmo depois de um é na bunda, não esqueceu a patricinha que se envolveu ainda muito jovem. E quando descobre que ela é vizinha de sua mãe, decide se vingar/atazanar, aquela que o humilhou. Mas ele, assim como nós, vai descobrindo um outro lado da Paula, e ela acaba conquistando o definitivamente o coração desse "carcamano", e se você permitir o seu coração também, afinal que aí nunca errou? Quem não cometeu atos em sua juventude que se arrependeu depois? Podem até não ter sido tão graves como a dela, mas ela se arrependeu, viu o quão desprezível foi, e na verdade não foi culpa dela e faz tudo para se redimir, mesmo que no início tenha sido "forçada" pelo ex, ela realmente se envolve com a instituição na qual é voluntária e com as crianças que cuida. Tá parei. Querem saber mais? Leiam essa história, que vai fazer você parar para pensar nos outros lados da vida.

A Sue coloca em suas histórias vários temas, alguns que eu nunca tinha ouvido falar, outros que são amplamente comentados nas mídias, mas ela o faz de maneira responsável, com muita pesquisa envolvida, o que acaba sempre trazendo muitos ensinamentos que podemos levar para vida.

Pertinácia tinha sido o melhor livro da Série ao meu ver, mas agora Caleidoscópio atingiu o mesmo patamar, e sinceramente acho que o Mal com seu jeito meigo, carinhoso e principalmente muito divertido fez uma pequena diferença, deixando esse em vantagem.

Termino desejando a todas as Paulas que existem por aí, tenham um Mal para chamar de seu, um homem com H maiúsculo, que esteja ao seu lado para o que der e vier.

P.S.Embora esse livro seja o quinto livro da Série Mosaico ele pode ser lido separadamente sem nenhum problema.

Caleidoscópio

“Paula Góes Mesquita” é uma ex-socialite que sempre colocou os caprichos em primeiro lugar. Imatura e envolta em um mundo de aparências, rejeitou a filha nascida com anencefalia, perdendo assim a chance de ter uma família. Após a morte dos pais, envolve-se com um estelionatário que dilapida todo o mundo luxuoso que a cercava. Desesperada, ela pede ajuda a Marco, o ex-marido, que lhe propõe um acordo: ter dinheiro suficiente para viver na simplicidade, desde que trabalhe como voluntária em uma instituição. Será que uma vida modesta e um vizinho tatuado, musculoso e grosseirão serão capazes de derreter o coração de gelo de Paula? Conseguirá ela reconhecer e vivenciar os verdadeiros valores da vida?
“Mal” sempre foi popular entre as mulheres, mas não se prende a ninguém. Acredita que a herança que recebeu do pai, acumulada com muita luta, precisa ser honrada. Contudo, a paz que tanto almeja é colocada em risco quando Paula, uma mulher tentadora e esnobe, muda-se para a casa ao lado de sua mãe. Ele até poderia cobri-la de luxo para conquistá-la, mas acha que a ilustre vizinha merece exatamente o contrário. Resta saber quem entre os dois será o menos teimoso, dando o braço a torcer e abrindo o coração e a vida para as novas e envolventes experiências.

Onde comprar: Amazon

2 comentários

  1. Lindo, parabéns pela resenha!!! Amo essa série!!!

    ResponderExcluir
  2. Para variar, você foi extremamente precisa e, uma vez mais, encantou com sua resenha! E concordo com você que esse livro pode ser lido tranquilamente por quem não leu os outros e que é o melhor da autora! Sue Hecker se supera a cada história. Parabéns para as duas!! Abraço apertado!

    ResponderExcluir