Théo e a Maldição das Cores - Anaté Merger



Théo e a Maldição das Cores
Um livro, uma noite. A rotina foi alterada quando a autora Anaté Merger trocou as leituras habituais por uma ideia inteiramente nova: contar para o filho uma aventura que ela mesma imaginou.
Théo e a Maldição das Cores surgiu alguns meses depois. Mas a edição que você vai encontrar na Bienal precisou de muito mais tempo para ficar pronta. Além da pesquisa sobre a Idade Média para dar corpo à aventura, vida aos personagens e adaptar as cidades de Carcassonne, Aïgues-Mortes e o bairro medieval de Luxemburgo como cenários, foi necessária uma cuidadosa e longa revisão.
A autora e a Editora Portal esperam que você aprecie o resultado desse trabalho e possa desfrutar de um momento mágico ao ler a história do príncipe de Dracoon para os seus filhos.

"Os homens e mulheres nascidos em Dracoon devem portar as cores do reino na pele, nos olhos, nos cabelos e nas roupas. Qualquer outra cor não será permitida. Quem desrespeitar essa lei será banido."

Título: Théo e a Maldição das Cores.
Autora: Anaté Merger.
Público: Infanto-juvenil.
Páginas: 242.
Categoria: Aventura/Fantasia.
Formatos: e-book (Amazon) e impresso (Editora Portal).
Bienal do Rio de Janeiro: do 30/08/2019 ao 08/09/2019, Pavilhão Verde, estande N° 91. 

Resumo:
Théo tem sete anos e é o príncipe herdeiro de Dracoon. Nesse reino de uma terra distante, todos os habitantes têm cabelos, olhos e pele em vários tons de marrom. Quem nasce diferente é banido como prevê a Pedra da Lei.
Filho único do rei mais rico e poderoso dos Cinco Reinos, Théo tem tudo para se tornar um monarca sábio, leal e justo, mas para isso ele precisa aprender a ser um cavaleiro em um reino vizinho como manda a tradição.
Théo foi para Azurium, reino onde todos têm cabelos, olhos e pele azuis. Pior do que o treinamento, foi a recepção do príncipe Agostim. Jovem mimado e sem limites, detestou Théo desde o primeiro momento em que o viu e o maltratava sempre que podia.
O tratamento desumano continuou até poucos meses antes de completar dez anos, quando os pais de Théo lhe contaram um segredo. Ele nasceu com uma cor diferente e para que não fosse banido, pediram ajuda a uma feiticeira.
Agora, o efeito da poção mágica chegava ao fim.
O príncipe Théo vai precisar de muita coragem para ir sozinho até a Floresta das Almas Perdidas e recuperar a poção que vai deixá-lo com a aparência de um filho de Dracoon definitivamente.
No longo caminho que vai percorrer, vai enfrentar ogros e outros perigos que podem levá-lo para a tolerância ou o desrespeito, para a fé ou a falta de esperança, para o ódio ou o amor. Tudo isso porque antes de se tornar rei, Théo deve descobrir quem ele realmente é e para isso vai contar apenas com um cavalo, um gato falante e um monstro azul.


Biografia da Autora:
Anaté Merger é formada em jornalismo e tem um mestrado em Comunicação Internacional no Institut d'Études Politiques em Aix-en-Provence, França.
Trabalhou por dezessete anos como jornalista em várias emissoras de TV (sete deles na Globo-DF) e jornais brasileiros até se mudar para a Provença em 2004, onde se reinventou.
Franco-brasileira, casada, tem dois filhos. Hoje, atua como empresária no ramo do turismo e escritora apaixonada pela capacidade que as palavras escritas têm de fazer sonhar.


 Cronologia:
2013: Aliança de Maria Madalena, primeiro volume da trilogia Sagrados inspirada nas lendas da Provence.
2014: Amor em Jogo, romance erótico com Saint-Tropez como principal cenário.
2015: Poder da Estrela, segundo volume da trilogia Sagrados.
2016: O Essencial da Provence, guia editado pelo Conexão Paris, disponível no Hotmart.
2017: Luz e Sombra, romance de época com viagem no tempo, publicado pela Editora Bezz.
2019: Théo e a Maldição das Cores, nova edição publicada pela Editora Portal. 
2019: Quatro Cavaleiros, último volume da trilogia Sagrados, disponível no Amazon.


Redes Sociais:


Nenhum comentário