Resenha: O Homem de Santorini e O Homem de Seattle - Evy Maciel

 

"Mas ao ouvir a voz de Lauren me pedindo para deixá-la se explicar, eu soube que precisava agir diferente. Não podia desistir tão fácil, não depois de tudo o que abri mão para estar ali. De todas as formas, ela foi minha escolha mais acertada na vida. Eu, que tinha tudo o que um homem jovem e solteiro poderia desejar, não valorizava a importância do amor, porque ainda não o havia encontrado. Com Lauren Hilton, poucos dias foram suficientes para transformar a minha forma de encarar o mundo, mas, principalmente, entender que o amor não tem hora para invadir o coração de uma pessoa. Ele chega com tudo e dá um jeito de permanecer."
Então... O que eu gostei nesses livros? Não tem Mi mi mi...Yes!!!!! Gente o que eu odeio em casais fictícios é quando eles fazem tempestade em balde d'água. Dá vontade de entrar no livro e dá uns tapas.

Com Aleixos e Lauren não tem disso, eles as vezes, até ficam sem se falar, mas depois vão lá falam e se resolvem, não ficam com vinganças ou tentando fazer ciúmes, chamar atenção com atitudes infantis.

Essa história tem um quê, ou mais que isso da história da Cinderela, uma garota com uma madrasta e suas duas filhas (malvadas) e um príncipe grego. Mas as coincidências param por aí....

Aleixos é um empresário do ramo hoteleiro, que ajuda o pai na administração dos negócios da família, e devido ao fato que seu pai depois que se separou da mãe dele, coleciona relacionamentos com mulheres interesseiras, não acredita em amor e sim em conveniências. Ele foi convocado a comparecer a festa de noivado de seu pai, só não esperava encontrar algo que não estava procurando...

Lauren quer distância de suas "irmãs" mas se vê obrigada, para agradar sua madrasta (que não tem nada de malvada) a ir a festa de noivado de uma delas em uma ilha grega. Era para ser simples, mas não estava preparada para encontrar um certo príncipe...

A partir daí vemos frequentes conflitos entre a Razão e o Coração, por Aleixos não acreditar no amor e por Lauren não acreditar que seria boa o suficiente para atrair a atenção de um homem como Aleixos. A Razão reluta em deixar que eles entreguem seus Corações, eles tem medo de saírem feridos dessa relação, mas o que eles não conhecem, é o poder do Amor.

Evy nos conta uma história que trás algumas reflexões, e o que me chamou a atenção nesses livros foi o poder que a palavra tem, um elogio é sempre bem vindo, e faz bem para a alma, mas o poder da palavra negativa é bem maior, e tem um efeito devastador em quem é atingido, quando você faz uma crítica destrutiva, pode estar destruindo a autoestima da pessoa, e uma vez destruída vai levando a pessoa cada vez mais ao fundo do poço.

Então se não tiver nada a acrescentar, é melhor se calar, pois ninguém sabe o quão suscetível a pessoa está, como ela vai lidar com o efeito que palavras negativas causarão.

Mas mesmo assim a narrativa é leve e divertida, e os personagens te conquistam a cada página, a trama é bem desenvolvida e termina sem pontas soltas.

No O Homem de Santorini ela conta a primeira parte da história do casal na ilha, e O Homem de Seattle conta o depois da festa de noivado, as mudanças na vida deles, as escolhas, o que eles estão dispostos a sacrificarem para ficarem juntos.

Amei demais, li em sequência, o segundo por ser uma novela foi bem rapidinho, a gente não consegue parar de ler, uma leitura muito gostosa.


O HOMEM DE SANTORINI.

Um homem, uma mulher e um desejo incontrolável.

De férias na Ilha de Santorini, para o noivado da irmã postiça com um magnata grego, Lauren Hilton só queria curtir alguns dias de sombra e água fresca. Contudo, um encontro caloroso no elevador do hotel com um hóspede para lá de sedutor, a fez cair em tentação.

A dúvida era: e ele fosse um destruidor de corações?

Alexios Kallias estava cansado de presenciar os casamentos fracassados de seu pai, mas ali estava ele para mais um noivado fadado a um futuro divórcio. Porém, uma noite cheia de promessas eróticas com a hóspede de olhos cor de esmeralda, fez o jovem herdeiro apreciar sua estadia no litoral.

A dúvida era: se ela fosse uma caçadora de fortunas?

Ser órfã, ter uma madrasta e duas meio-irmãs rabugentas, não transformavam Lauren em uma gata-borralheira. Ela nem sequer possuía um sapatinho de cristal, mas quando o homem de Santorini bateu na porta de seu quarto, perguntando se ela era a dona dos sapatos vermelhos que lhe deu um chute por baixo da mesa durante um jantar, ela soube que sua aventura nas ilhas gregas não seriam a releitura moderna de um conto de fadas.

Seria muito, muito melhor.

Link de Compra: https://amzn.to/32XOBoY



O HOMEM DE SEATTLE é uma novela do livro O HOMEM DE SANTORINI.

Tudo que Alexios sempre desejou para a sua vida era dar sequência ao legado da família ao assumir o controle do Grupo Kallias e sua rede de hotéis de luxo, assim que o pai se aposentasse. Como único filho e herdeiro de Heitor Kallias, o playboy da Ilha de Santorini passou boa parte da vida preparando-se para esse momento, inclusive assumindo um noivado com uma mulher que não amava. Até conhecer Lauren Hilton e deixar tudo para trás, mudando-se para Seattle e investindo numa sociedade com seu amigo, Zayn El Safy.

Satisfeito com a nova vida, Alexios é surpreendido com uma ligação da sua madrasta e, a partir daí, precisa tomar a decisão que pode mudar tudo entre ele e Lauren, além de afetar seus negócios com Zayn.

Qual será a escolha do grego e em que consequências resultarão?

Link de Compra: https://amzn.to/2D14Xmb

Nenhum comentário